sexta-feira, agosto 11, 2006

A Praia (Redacção)

A Praia é um sítio muito bonito, tem areia e muitas ondas.
Por vezes o Mar está bravo, outras vezes muito calminho, umas vezes é verde cor da esperança, outras está azul cor do céu.
Nas minhas férias vou a praia, por isso estou o ano inteiro ansioso para que a escola acabe e comecem as férias para poder ir a Praia.
(é aqui que se ouve um som estridente como se forre uma agulha de gira-discos a cravar-se com força num vinil dos Iron maiden).



A Praia:
Deveria ser um espaço de lazer onde uma pessoa pudesse descansar, mas mais que isso estar relaxado. Relaxar com os filhos. Só que a praia passou a ser um espaço onde uma fauna muito esquisita começou a coabitar com alguns nativos.
Se olharmos com alguma atenção, quase toda a gente leva o telemóvel para a praia:
- são os pais, os filhos os netos e os avós, muito tem esta gente para conversar e para enviar SMS, que será que se fala!?
Presumo que esta seja uma pequena vingança do pessoal, já que lhes vão aos impostos, assim sempre ao telefone obrigam o SIS a gastar quilómetros de fita de gravação (presumo que o sistema ainda não esteja digitalizado).
Realmente acho uma falta de bom senso ir para um sítio como a praia que de telemóvel, parecem “arrevelas” de um lado para o outro de fatos de banho e biquinis agarrados aquela “porra”.
Será só o telemóvel? Outra coisa que me faz impressão é porque sendo uma praia tão grande e muitas vezes cheia de espaço, porque será que as pessoas se amontoam umas em cima das outras, quando ao lado há hectares de areia vazia. Será que as pessoas sofrem todas de problemas de solidão e não querem estar sozinhas. O único problema e que a solidão não é estar, mas sim sentir-se sozinha.
Talvez seja o problema da solidão que obrigue as pessoas a rodearem-se de lixo. Quando aquela gente levanta o “acampamento” fica sempre as impressões digitais de quem por lá passou é lixo e mais lixo, e se alguém faz um reparo cai o Carmo e a Trindade.
Tenho saudades dos tempos em que as crianças guinchavam a beira mar, os nadadores salvadores eram banheiros gordos e barrigudos, das barracas de praia as riscas e do cheiro a Nívea e a Bronzaline.
Isto agora de só se verem telemóveis e mais telemóveis, estava aqui a pensar já nem o raio do biquini piquinino ás bolinhas amarelas se vê, quanto mais tira-lo.


Apeteceu-me



“As ondas são realmente uma boa companhia, tão depressa chegam como partem”
Charles de la Folie

38 comentários:

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Que o sol seja o sorriso a dançar no teu rosto.
Bom fim de semana

Menina_marota disse...

Pois é meu caro amigo, a tradição já não é o que era, até na praia... por isso gosto muito mais de praia no Inverno e é verem-me de Kispo (por acaso até é do meu filho)a passear junto ao mar, escorraçando as gaivotas que teimam em imaginar que existe peixe na praia...
De Verão vejo o mar da minha janela e ao entardecer gosto do cheiro a maresia...

Um abraço e bom fim de semana :)

Å®t_Øf_£övë disse...

Carlos,
Que analise realista que fazes tu aqui sobre as nossas praias.
Felizmente eu ainda consigo viver e ir à praia num local que ainda é um verdadeiro paraíso, onde as pessoas têm espaço e não precisam de estar encavalitadas umas nas outras, onde se vê pouca gente com o telemovel, e o mais importante... onde as pessoas ainda deixam o biquini às bolinhas amarelas a repousar sobre a toalha, porque ele não faz falta junto ao corpo.
Boa praia.
Abraço.

Márcia disse...

E do lado de cá do mar, acontece igual.
Um beijo.

Ana P. disse...

Das coisas que mais detesto é estar na praia e não me poder mexer, com tanta gente á volta, estar deitada na toalha e estar constantemente a levar com areia ou quem sabe, com uma bola na cabeça.

Por isso escolho praias desertas, e até posso levar os meus cãezinhos, e o saquinho de plástico, é claro...

Beijinhos

Mikas disse...

A música está a condizer com a leitura que por aki se faz. Beijokas e bom feriado

augustoM disse...

Estás com o dedo na ferida. O telemóvel. Deve ser essa a razão de toda a gente, nem toda claro, não parar de falar para o aparelho ou ouvir o que aparelho lhe tem para dizer, é a SOLIDÃO, isso mesmo a solidão, o vazio é tão grande, que necessitam de enchimento constante. A pria já não é o que era, perdeu a graça, as camisolas de manga à cava e o fato de banho foram substituidos,
pelos corpos rapados deles e pelos biquinis ou monoquinis delas. O prazer do sub entender, passou ao pesadelo do super ver, porque há algumas tão malfeitinhas que até metem dó.
Um abraço. Augusto

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

your disse...

phentermine nice :)

Binoc disse...

Já não me recordo da última vez que fui à praia. Deve ter sido há coisa de 2 ou 3 anos. Mas pela descrição parece que não perdi grande coisa. Grande abraço Carlos.

Sally disse...

earn money - tramadol cool blog :)

{-Sutra-} disse...

Nostalgia do passado? ;-)
O que faz falta acima de tudo é civismo!! Isso sim! Parta deixar as praias limpas. Ainda eles agora têm a moda dos cinzeiros de praias. Mas se as pessoas nem sequer os contentores de lixo usam e são tão grandes, quanto mais uns objectos tão pequenos. Até porque as mãos já estão ocupadas - uma com o cigarro e outra com o telemóvel :P

Beijo doce

ps - tens de começar a permitir que as pessoas fora do Blogger comentem o teu blog ;-)

Klatuu o embuçado disse...

Musiquita do «carvalho»! :)

os membros associados disse...

Precisamos da tua FORÇA. Se És solidário/a compromete-Te, porra!

Sejamos todos os fracos, p'ra que sejamos o Único-mais-FORTE.

... e que a força esteja comNOSCO

AtÉ à vitória final
Asta la vitória final y'olÉ

PTPE by Bólice&Choninhas

Sally disse...

earn money - health insurance - debt consolidation - tramadol cool blog :)

* disse...

Caetano ainda diz assim: onda do mar, do amor que bateu em mim ... é isso que penso na praia ...

CLIK disse...

Procuram-se praias novas!!!!!
com muitos bikinis ou sem....
Saudações Bloguianas

SEAMOON disse...

Sim sra!
bonita composição.
tens um excelente!!!!ehehhe
bjs

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Passei por aqui e aproveito para deixar votos de um bom fim de semana.
Bjx

Sally disse...

Buy Phentermine and Valium online. Lowest Price. Phentermine - Valium

Sandra White disse...

phentermine - health insurance - debt consolidation - home equity loans Nice comment.. I ll come back for sure :]

Binoc disse...

Não és tu a cantar, és ?
Um grande abraço (este ano o campeonato não falha).

moon between golden stars disse...

É um bikini pekenino às bolinhas amarelas k eu vi lá prós lados do liceu... loll...
maravilhoso este teu post...
também tenho saudades dos nadadores salvadores barrigudos, com os calçoes já vermelhos desmaiados do sol...
jinhus grandes

Sally disse...

Buy Phentermine and Valium online. Lowest Price. Phentermine - Valium

Sandra White disse...

phentermine - health insurance - debt consolidation - home equity loans Nice comment.. I ll come back for sure :]

Cris disse...

Oi, Carlos... Texto para uma boa reflexão . Tens razão quando dizes sobres os celulares( acho que também fazem parte da solidão coletiva ! ) beijo e Apareça!

a Prinçusa disse...

eu gosto das estrelas da praia a noite. quando nao ha barulho.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Carlos,
A tua ausência sente-se...
Beijos e bom fim de semana

Dulcineia disse...

A praia é na maior parte das vezes o meu bálsamo mais desejado..pena estar tão longe da praia e do bálsamo...Agora mais a sério:Adoro a praia o mar e a areia em que podemos rebolar-nos e sentir a humidade que pode ou não ter loucura.adoro as praias mais desertas e onde ainda é possivel descobrir as dunas e passear por entre a vegetação...Amo as praias que guardam muitos dos meus sonhos e cumplicidade,lado a lado com o bálsamo.