segunda-feira, abril 17, 2006

Ruído




(…) Era um pequeno barulho. – Esquisito, ninguém conseguia descobrir de onde ele vinha, um pequeno barulho que por muito pequeno que fosse, era, existia, estava ali.
Engraçado como um pequeno ruído, um pequeno carpido poderia incomodar tanto.
Sentado no chão com as mãos no rosto, os indicadores a pressionarem as fontes, o queixo sobre os polegares os restantes entrelaçados sobre o nariz, de olhos fechados, concentrava-se naquele estrupido.
O som, perante tamanha concentração, convergia como se fosse uma enorme massa para um só ponto, e não de um só ponto para a massa, para ser processado e conhecido, descobrir a sua origem e anulado, mas não.
Aquele pequeno som, aquele ruído, tornava-se agora num pesadelo que entrava pelos canais auditivos e inundava um corpo que tinha sido tomado, por algo insignificante. Agora conseguia quebrar toda a concentração, pior, agora quebrava-o, entrava a uma velocidade alucinante, percorria-lhe o corpo, derrubou-o.
Estava agora deitado no chão, com os joelhos junto ao peito, mãos sobre a face. Todo o rosto parecia estar a ser esmagado, por algo que não se compreendia, a sua pele parecia estar a quebrar, a abrir brechas e a expandirem-se rapidamente soltando raios de luz encriptados com gemidos de um corpo a rasgar-se.
Lentamente, algo se esvaía naquele centro de qualquer coisa, aquele corpo já não pertencia a nada, nem nada lhe pertencia a não ser aquele som que se transformou num enorme e poderoso ruído.




Num último esforço o corpo tentou repelir, todo aquele mal foi um acto de grande coragem, e sem destemor começou uma luta ilógica onde a coerência deu lugar a audácia e assim foi…
Numa fracção de qualquer coisa temporal, descobriu-se que o som nunca existiu.
Aquela imagem foi-se desdobrando vezes sem conta, multiplicando por aqui e por ali a velocidades nunca antes imagináveis. Talvez por isso um dia quando percorria aquele corpo fragilizado, percebesse que o prazer tem cores que se misturam com os sons.


Apeteceu-me

"Os sons muitas vezes não são mais que imagens de ilusões". Charles de la Folie

28 comentários:

sem cantigas disse...

não me convences...

"só com a boca" hehehe

sem cantigas disse...

tás vingado!
:-)

Ana P. disse...

E agora sabia bem um orgasmozito aqui pá mesa 2 faxavor!!!

Beijo

Rosalina disse...

muitas palavras...não fora a imagem e a dúvida persistia, ainda que aqui e ali se aproxime...mas o melhor mesmo é não descrever e sentir.

Poesia Portuguesa disse...

Ah... e eu a imaginar que te ias referir à Festa que tenho aqui à porta, em louvor de uma Santa... (não digo o nome... eheh) mas que nos retira o sossego e a calma habitual desta zona...

... mas, fiquei agora a saber que este som...(o do orgasmo) pode ser incomodativo... ;)

... nada como os silenciosos... ;)

Abraço e boa semana :)

Tia Concha disse...

Acredita que o som do orgasmo incomoda bastante.

A minha antiga vizinha ( porque agora vivo no último andar, felizmente...)sempre que tinha um orgasmo acordava um surdo...

Era uma mistura de chimpanzé com o orgasmo simulado da Meg Ryan no filme "When Harry Met Sally"...

Há silêncios que valem ouro...

bjx

Daniela Mann disse...

AH AH AH AH AH AH
Carlos!
Então, na coluna do lado direito:
Posts
Temas
Chat
Sexy links
Arquivo
Páginas Amar-ela! É aqui que deve clicar! Ou então, no próprio post, clik onde está "Páginas Amar-ela" a negrito que vai directamente para o adicionar link! Se conseguir diga qq coisa pq tinha muito gosto em tê-lo no Amar-ela!
Beijinhos

¦☆¦Jøhη¦☆¦ disse...

Gostei deste teu texto :)

Um abraço, João

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Cheira a sensualidade :)
Bjs e boa semana

b' disse...

gostei :))

boa escolha de imagens
só acho que era dispensável a explicação final...

bjs
@:)

b' disse...

gostei da barra ali do lado direito ;))

vou por na bancada

@:)

b' disse...

bastava ficares por 'o prazer tem cores que se misturam com os sons'

o Charles de la Folie não é dispensável!!!

@:)

b' disse...

não tires!!!!

o que eu queria dizer é que descreveste os orgasmos de uma maneira tão bonita, que não era preciso a explicação a seguir :)))

além do mais um post forma um todo com os comentários, que assim perdem algum sentido não achas?

bjs

@:)

amigona disse...

Passei para te cumprimentar! Fica bem...

augustoM disse...

O orgasmo caiu no goto das mulheres, saberão todas elas compreender a importância do ruido?
Um abraço.Augusto

O Micróbio II disse...

Coloriste os sons com as palavras... :-)

BB (O.ö) disse...

E o toque é como o som?
e o cheiro? intenso como as palavras?

Beijocasss

jp disse...

associei este ruido a enxaquecas, e não a quecas ;-)

Maria Manuel disse...

O grito de prazer é mudo, porque não há mundo à volta e abafa-o o vazio!... Se há vizinhos que n entendem isto, que os fulmine o raio do prazer e deixarão de invejar!!

Eva disse...

pensava que estavas cheio de dores de cabeça!

bom fim de semana

Maria disse...

è sempre bom ouvir um ruido desde que seja sincero, poder sentir que o outro está bem a vibrar....

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Passei apenas para te desejar um bom fim de semana.
Bjx

Binoc disse...

Eu curto muito as frases do Charles de la folie.
E depois há gajos que deixam o tel. no bolso do casaco guardado no roupeiro e bazam para fora de casa. hehehe

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Deixo um beijo ao sabor do vento e votos de um bom feriado :)

Su disse...

gostei de ler.te
mas digo.te este ruido aqui ao lado como o dizes

"Aquele pequeno som, aquele ruído, tornava-se agora num pesadelo que entrava pelos canais auditivos e inundava um corpo que tinha sido tomado, por algo insignificante"

mas gostei do que li))))))))

jocas maradas de palavras sem ruido

Å®t_Øf_£övë disse...

Carlos,
Os sons por vezes podem não passar de meras ilusões, mas também é verdade que muitas vezes pequenos sons tomam dimensões enormes nas nossas cabeças. Chegam a passar de pequenos sons a verdadeiros ruidos.
Gostei muito do teu texto, bem como da musica de fundo que tens no blog.
Abraço.

Desconhecida disse...

"...o prazer tem cores que se misturam com os sons"..bem verdade e poderia acrescentar que ambos se misturam também com os cheiros.

inBluesY disse...

depende, se estivermos sós incomoda e muito, em especial nos hoteis...