sexta-feira, fevereiro 22, 2008

...Sem fim

(...) Lembrei-me agora. Lá fora chovia, um cheiro infernal de ti escorria dentro de mim.

Cruzei os braços, sentei-me à tua espera – Pouco ou nada esperava. Não foi por isso que apareci, vim porque queria mesmo aqui estar. Nem sempre é possível, nem sempre quero e nem sempre queres. – Não escrevo estas palavras por me sentir abandonada -, sim abandonada, é assim que me sinto hoje. Nos outros dias não é tão forte, doí, mas não é tão forte. Hoje sinto aquela “coisa” dentro de mim. – Lembras-te de eu te falar! Deixa-me fazer outra pergunta, deixas? – Claro que deixas, não é verdade?! Lembras-te de mim? Das minhas feições, do meu cheiro! Só mais uma pergunta, será que posso? – Alguma vez te passou pela cabeça que gosto do Silêncio. – Não precisas estar calado, sabes que o ruído do teu silêncio magoa. É um contra senso, mas é a mais pura das verdades(...)





Apeteceu-me

"Os sonhos muitas vezes sonhados, não deixam de ser sonhos." Charles de la Folie

31 comentários:

Micas disse...

"...Sem fim."
Não carece de mais palavras ;)

a Prinçusa disse...

fez sentido...

cassamia disse...

e apeteceu-te muito muito bem carlos :)
bom fim de semana!

Anónimo disse...

...de ti.
beijo e bfs

isa disse...

Eu tenho sempre presente o "seu" cheiro,esteja ele onde estiver e faço-lhe sempre tantas perguntas que tenho receio de o incomodar...
Belíssimo ....

isabel mendes ferreira disse...

e


parabéns!!!!!!


e


festejo-Te!!!!!


e


vou ter outro livro para ler...


(ansiosamente à espera).


beijooooooooooooooooooooooooooooo.

Rafaella disse...

Esse post foi um daqueles que li e pensei logo de cara:
"puxa vida, como foi que eu não pensei em escrever isso antes?"

de verdade, coincidência ou não. estou me achando em cada blog que visito...
lindo...

beijos!

Tá-se bem! disse...

Olá Carlos, venho retribuir e agradecer a visita ao meu estaminé! Volta sempre, que eu também vou voltar.:)

Gostei da tua forma de escrever, parabéns!
Abraço

Andreia do Flautim disse...

Obrigada pela visita. Volta sempre!

sofialisboa disse...

olá surfista: podes fazer o que te apetecer, se for silêncio então que seja. sofialisboa

Tita disse...

regressas-te :)

sofialisboa disse...

também eu gosto do barulho do silêncio, fizeste-me lembrar um fim de semana que estive no marvão, o silêncio era tanto e tão forte que chegou a doer de tão estranho que era. obrigada por me entenderes. sofialisboa

Kiti disse...

Deixo-te aqui os maiores parabéns, pela tua qualidade, por toda a constância que o teu trabalho revela, por esta sugestiva obra em especial.
Está comprado! Serão vários.

E um beijo

Pong disse...

Bonito

pin gente disse...

os sonhos inventados são igualmente sonhos
os sonhos planeados serão sonhos afinal
os sonhos pesadelos são sempre medinhos
os sonhos realizados são sonhos sem final


abraço
luísa

ps - se voltares, não fiques no 1º post (é uma divulgação com data de março 2008) desce no blog.

Maria disse...

O ruído de alguns silêncios magoa, sim....

beijo

Esconderijo da Bandys disse...

Adorei!
os cancerianos tem a alma sensivel, e muitas vezes o silencio grita ao coração.
beijos

Kalinka disse...

Carlos
demorei, mas hoje cá estou, vim agradecer suas mágicas e simpáticas palavras, quando pedi uma opinião.
Foi bom ter seu feedback.

Mar – sempre presente na minha Vida;
Não consigo estar junto dele, sem fotografar,
Captar imagens fabulosas
Céu, horizonte, vento, ar
Elementos indispensáveis para me sentir bem
Mais 2 imagens de minha autoria
Para juntar às lindas palavras de Paulo Leminsky

Bom fim de semana.

Kalinka disse...

Vou colocar na minha agenda, o dia 5 de Abril, para o lançamento do seu novo romance.
Convém que diga onde é, faça uma divulgação, mais em cima do acontecimento, por mim falo, que sou muito esquecida...

Rafaella disse...

= ]

Claudia Sousa Dias disse...

Parabéns!

bj


CSD

Sorrisos em Alta disse...

Tudo a correr bem com as vendas do livro!

Abraço

Frankie disse...

Olá!

Vim agradecer a visita que fizeste já há uns tempos ao meu cantinho.
O tempo não tem sido muito e acabei por nunca passar por cá.
Fi-lo hoje, apenas mas prometo que vou voltar.

Já agora: parabéns pelo livro e boa sorte!

Gostei do "um cheiro infernal de ti escorria dentro de mim".

Soou-me bem.
Beijinho*

alice disse...

Boa tarde. Desculpe o comentário. Venho informar que o link do post do Piano ("de acordes especiais") tem um poema de Isabel Mendes Ferreira. Agradeço a sua leitura.

Poesia Portuguesa disse...

Quero este livro... :))) a minha biblioteca não pode ficar sem ele...
Beijinho e PARABÉNS
Bom fim de semana ;)

Poesia Portuguesa disse...

Quero este livro... :))) a minha biblioteca não pode ficar sem ele...
Beijinho e PARABÉNS
Bom fim de semana ;)

augustoM disse...

Pelos comentários, o livro já é um suceeso antes do lançamento.Um abraço e lá estarei se não te esqueceres de dar a morada.
Um abraço. Fico feliz por ti. Augusto

Rui Caetano disse...

Uma boa Páscoa.

xanata disse...

hum.. os sonhos sonhados muitas vezes... sao vividos... ou pensados que sao vividos..

Secreta disse...

Gostamos do silêncio , mas não de todos os silêncios.
Beijito.

Anónimo disse...

adoro o silêncio, mas a ouvir o teu e o meu silêncio....
beijo