terça-feira, maio 20, 2008

Para ti...

Os teus olhos fugiram-me, mas não vou deixar que eles se percam no meu pensamento. Sinto-te a cada passo que dou – o teu respirar tranquiliza-me. Não é justo… simplesmente porque não é – nunca é. Nestes momentos todos nós somos egoístas – porque és minha –, és nossa. Foste só no momento exacto em que acreditaste que podias e que éramos capazes. Somos… preparaste-nos para isso, para sermos competentes. Sinto um aperto, um sufoco e uma vontade de gritar. Tenho saudades… temos.

“Nunca estamos suficientemente preparados para deixar partir.” Charles de la Folie

6 comentários:

Isa disse...

Ah...estás palavras...
Como eu te compreendo, vos compreendo...
Nunca irás perder o seu olhar, o seu cheiro, o seu sorriso...ELA estará sempre a teu lado...
Nunca ninguém se sente preparado para um momento destes...
um abraço repleto de ternura...

Anónimo disse...

como fazer para não ser assim egoista???
belas palavras carlos

Anónimo disse...

é, nunca estamos. agarramo nos demasiado às coisas, às pessoas. e depois nao sabemos ou nao queremos deixar partir.

gerinha disse...

já cá não vinha à muito tempo..mas confesso que me soube mesmo bem esta revisita..passa no meu
prometo voltar mais vezes
kiss

Jorge disse...

Vou dar uma espreitadela. O título é muito sugestivo. Já agora proponho-lhe uma troca.
Veja o título e a capa do meu último romance, dado à estampa pela Zefiro, no mês passado, "Gostaria de Morrer Naquela Noite" e també à venda nessas livrarias que aí deixa no seu blog. Pode vê-lo nnum dos meus ultimos post, com pintura minha tambèm.
Parabéns.Fernando Chiotte

Menina_marota disse...

E o lançamento aqui no Porto ou melhor dizendo, em Vila Nova de Gaia?

Os ares deste lado, até ressuscitam o "TEU" Ministro!!!

Beijinhos ;)))
O.