quarta-feira, abril 30, 2008

As Razões do Nada


(…) As saudades de escrever o que me vai na alma, percorrem-me o corpo. Há um formigueiro nos meus dedos – redescubro as teclas, percorro-as deliciosamente. Resiste um corpo entre mim e o desejo, entrega-se. Minto – denuncia-me. É novo, mas não resiste – nem ao medo, que atravessa a sala – num silêncio discreto e prudente. Fico na quietude de nada – gosto da palavra nada -, e do vazio.



(…) Preencho-te os espaços da tua solicitude – ouço a tua respiração ofegante, entre o olhar do desejo e o desejo de gritar. Finco-me na imaginação de quem não está e de quem não quer – e quem vai? – pergunto-me. - E quem fica? – respondem-me. Nunca descobri onde ficava – afinal – esse silêncio. Senti esse grito a falar do impossível. Nunca.

(…) Essa é uma viagem sem retorno. Essa é uma viagem! Desde quando é que as viagens tem um retorno? A minha mente viaja vezes sem fim na procura de coisa alguma – nada que signifique algo. Mais uma incongruência de palavras. São elas que nos traem. Que imaginas tu? Imagino-te dentro de mim – num círculo de imagens coloridas pelo preto e pelo branco.


(…) Aquele grito incomodava-me… porquê racista. Neste planeta nada existia além do teu enorme ego. Ergo de tais palavras – pensava. Reciclava as palavras – uma atrás de outra, restava o silêncio que criaste na plenitude dos vocábulos que não conseguias articular. Hoje, bem longe de ontem. Hoje, não me lembro de ter beijado.

(…) Procuraste? Caiu bem longe a imagem da tua virtude. Não é central? Sim é – a probidade. Mentes-me, nem por isso – sonho e protejo-me da chuva de inverdades que atiram sobre mim. Raramente te vejo, mas estás aí – pergunto. – Sim estou – respondes-me.



Apeteceu-me

"Ontem ouvi-te silenciosamente, ainda hoje as palavras ecoam dentro de mim." Charles de la Folie

11 comentários:

Anónimo disse...

Ainda bem que estás de volta...as tuas palavras...sabem bem!!!

O Micróbio II disse...

Ainda vale a pena aqui vir...

Rafaella disse...

apetece-me dizer:

estou a suspirar.

as palavras me fazem cócegas.

beijos.

(poeiraeossos.blog-se.com.br)

Leonor disse...

ola carlos
caio hoje assim de chofre a perguntar-lhe uma coisa.
ganhei o primeiro literario de almada em fevereiro com um conto infantil.
a camara contribui com 100 exemplares
nao sei como funciona essa coisa das editoras.
pode ajudar-me?

João Mãos de Tesoura disse...

Sim, sou... leitor!
Parabéns e que não te falte a... transpiração!

Abraço

hfm disse...

Quando as palavras percorrem todos os labirintos.

cassamia disse...

adorei carlos, adorei!!!

Vb disse...

Um abraço desde o Algarve!


Hoje ainda choveu mas já fui a "banhos" este ano!

sofialisboa disse...

vejo que o vicio está mesmo instalado, agora é mão de fora e arranca com outro, livro. deve saber bem sentir assim, fico feliz por ti. sofialisboa

100smog lda. disse...

a frase com que termina é excelente!

Menina_marota disse...

Tenho um convite para te fazer. Poderás enviar-me, por favor, o teu email? Por deficiência do meu pc, perdi alguns contactos, creio que o teu foi um deles...
Bj
O.