sábado, janeiro 10, 2009

30 anos - Como cresceste irmão

(…) Resolvi ouvir-te na tua plenitude, fosse lá isso o que fosse. Eras tu, não eras? Então não havia mal. Não me lembro de te escutar a enunciar o meu nome ao longo de todos estes anos que vivemos juntos. Não é por isso que vais deixar de me acompanhar sempre que possas e a minha disponibilidade mental permita. Mas na nossa longa amizade tudo é permitido não é? – pergunto - isso mesmo, posso perguntar não posso, tenho margem para o fazer.

(…) Desejo a Lua, acreditas nisso? Acordei a meio da noite e senti um enorme desejo de te possuir – sim a ti Lua. Segui a linha ténue que nos afasta e verifiquei o enorme vazio em que me deitava. Foi assim que te conquistei no meio do nada, agarrei-me a meio do boléu a essa linha de traço fino, como a – tua – música. Percebi então que o rumo da minha vida tinha uma pequena direcção sem fim.

(…) Cresci numa pequena cidade à beira-rio. Não que ele existisse – o rio claro – a cidade ainda lá está. Era feito de pequenos sonhos que desaguavam em frente à tua porta. Já era grande quando ouvi pela primeira que tinha desfrutado os melhores anos da minha vida perdido sem nunca ter ouvido ninguém. Não era de um mutismo exacerbado, aliás não sou. Foi ai que me interroguei se afinal existia na realidade.

(…) Fecho os olhos e deixo-me cair na solidão da juventude. Preencho o vazio do canto mais apetecível do meu quarto. Sinto nas costas o frio de Janeiro, aqueço as mãos, com o vapor que vem de dentro de mim. Suspiro uma ou duas vezes, penso nela e o estômago remexe. Há um pequeno interlúdio antes do essencial – nota-se no silêncio o tremelicar do vinil – cresce a ansiedade antes dos primeiros acordes. O primeiro - acorde - da guitarra eléctrica eleva-me a alma, numa batida de vida. Parabéns.
Apeteceu-me
“Há um pequeno silêncio acompanhado que fere a solidão” Charles de la Folie

8 comentários:

JC disse...

O tempo passa e nós muitas vezes nem damos por isso.Há alturas em que pensamos e acabamos por fazer uma retrospectiva da nossa vida e vimos os momentos bons e menos bons que já vivemos e é com estas análises que acabamos por pensar e planear o futuro.
Um abraço

Vida Hi-fi disse...

Há memórias guardadas em acordes dispersos das nossas vidas que, quando se juntam, costroem novas melodias. Um beijo.

frAgMenTUS disse...

querer a Lua, é natural e sublime, pk ela nos encanta...

perceber q td é ilusório, é um laivo de sabedoria...

deixarmo-nos aquecer pelo nosso calor, reflexão e música que nos embala, é bom, nestes dias de frio...

qto aos Xutos, ainda me lembro de os ver a ensaiar no Centro Comercial Plim, em Carcavelos, há mts e mts anos (tb já estou a ficar cota)

td de bom :)

★ Aralis ★ disse...

Desde já agradeço a honra de ter um escritor editado a seguir o meu singelo blog.
Visitei e amei!
Leitura profunda e cativante.

Abençoada mente de onde flui tão belo texto.
bj

A Flor do Sul disse...

Silêncios podem crescer.
ótimo teu blog

Anónimo disse...

"Pede um desejo
Não deixes de escolher
Entre o tudo e o nada
Pede um desejo
Pede um desejo
Sabes que menos que tudo
É pouco mais que nada
Pede um desejo
Do nada depende tudo
E contudo
Pede um desejo..."

O meu desejo...que teus desejos sejam tudo!
um abraço

Lustato Tenterrara disse...

Oi, Carlos...

Um bom domingo pra vc.

Gostaria de convidar vc para fazer parte da minha Rede de Relacionamentos

Rede Brasil Poesias Rede de Música, Prosa, Verso,Poemas e Relacionamentos
é tipo assim um mini orkut ou myspace, mas com muitos mais recursos, melhor, mais bonita e voltada para a Arte & Cultura.

http://brasilpoesias.ning.com

Brasil Poesias Rede de Música, Prosa, Verso,
Poemas e Relacionamentos


Uma rede de relacionamentos com veia poética,
com muita Arte & Cultura.

É uma rede de relacionamentos
(perfis, comunidades, scrapbooks, etc)

Faça um perfil,
receba um lindo blog integrado
e players para publicar
músicas, foto-poemas,
fotos e vídeos. Todos os players possuem
gerador de códigos HTML EMBED CODE,
no estilo dos códigos utilizados no YouTube,
o que permite a disseminação das obras,
pelos próprios leitores, internautas, usuários.

Dê esse presente aos seus textos e a vc também.

Visite também o Blog Oficial
da nossa Rede Brasil Poesia.
http://brasilpoesias.blogspot.com
Você também pode estar por lá, se desejar.
Blog Oficial da Rede Brasil Poesias

Aguardamos você por lá.

Ah! Lá no menu tem um link de retorno aqui para o Recanto.

Um abraço.
Lustato Tenterrara
http://brasilpoesias.ning.com

Brasil Poesias Rede de Música, Prosa, Verso,
Poemas e Relacionamentos

http://brasilpoesias.ning.com/

Se preferir, digite: brasil poesias, no buscador do Google, que a 1.ª página do Google te leva até lá

Abraço.

Lustato

Eu mesma! disse...

sim...
a realidade existe mesmo.... e é tão diferente dos nossos sonhos que até assusta....

escreves muito bem!

parabéns!