sexta-feira, dezembro 16, 2005

Dá-me um desejo

Cada vez percebo menos o que se passa por cá no nosso Pais a beira-mar plantado.
Parece e segundo o tribunal de contas que a CP está falida, é uma falência técnica daquelas como a RTP.
Todos os dias ouço que os comboios estão atulhados de gente que é preciso mais e melhor.
Se há gente, se existem passageiros como pode a CP dar prejuízo?
Ora o tribunal de contas faz esta brilhante descoberta:

“há departamentos na CP com mais chefes do que chefiados e que os gestores receberam 14 vezes despesas de representação, quando deviam ter recebido apenas 12”

Isto só acontece na CP? Será?
Que raio de crise há no nosso pais em que os políticos dizem que temos de encolher o cinto, mas só a alguns. Basta ver as empresas do PSI 20 e descobrir os milhões de lucro que têm. Mas quem beneficia com isso? Claro que não são os trabalhadores, não podem ser eles porque esses andam de cinto apertado por causa da crise. Mas essas empresas que dão lucro esquecem-se que o Pais está em crise e passam a vida a fazer publicidade (no meu entender enganosa), a tudo o que mexe. É quase mais rápida que a sua própria sombra, rápida, fácil e dá milhões… em dividas claro.
O crédito é acessível e as pessoas são tentadas, o que fazemos quando estamos tristes, comemos um doce… e quando estamos muito tristes… ou então numa crise danada, claro que compramos um televisor LCD porque precisamos de estar animados apesar da crise, mas os senhores da televisão (publicidade) dizem que é fácil receber dinheiro, para comprar o quer que seja.
Mas voltando ao comboio desta terra de pouca terra e muito talento. A CP está em falência e ainda se pensa no TGV? Claro que se pensa, o Pais está triste é preciso um miminho, mais que um miminho, muitos miminhos. Portugal é a imagem dos portugueses, é uma terra pobre de gente que quer a força ser rica ter mais do que pode e é capaz. Endivida-se e endivida-nos, hipoteca o futuro aos nossos filhos e porque não netos, na esperança de que eles nunca nos venham a conhecer, para mais tarde não nos cobrarem e nos dizerem:

- “Onde estavas quando precisamos de ti”?



"esta é a retrete de um TGV, é o mais próximo que arranjo"



Apeteceu-me


"Muitos passos que são dados, são dados em direcção a porra nenhuma". Charles de la Folie

30 comentários:

Talk Talk disse...

Acho que a frase final "Muitos passos que..." define na perfeição a história do TGV (e outras tais). Já não interessa para onde se vai desde que se vá andando e que alguém fique a ganhar com isso.
Um abraço e bom fim-de-semana.

a Prinçusa disse...

eu devo msm ter o futuro hipotecado :\
nao me apetece mt pagar as dividas k deviam ser pagas agora. ou k nem seker deviam existir.

Paula Raposo disse...

Em vez de parafrasear o Charles de La Folie, apetece-me muito mais dizer Merda!! Beijinhos para ti, bom fim de semana.

JL disse...

Lúcido este artigo. A começar pelos lucros das empresas do PSI 20. Privatizem a CP e vê-la-ão a dar lucros, tal como sucedeu com muitas outras de que são exemplo: EDP e PT.

Bom fim de semana.

Maria Manuel disse...

... são passos de ir por ir, sem destino no caminhar...

segurademim disse...

São uns desgraçados, os gestores públicos, claro!!! uns entes sem talento e rigor, mas com uma vontade indomável de enriquecer com os dinheiros públicos...

Privatização neles e acabava-se a marmelada !!!!

Beijo ;)

agua_quente disse...

Tristeza, né?
Vamos fazer uma interrupção até Janeiro. Boas Festas e uma boa entrada em 2006!
Beijos

Menina_marota disse...

Não vim falar de tristezas, mas sim desejar-te um FELIZ NATAL e a todos os que te acompanham ;)

Poesia Portuguesa disse...

O País que temos! Será que alguma vez o veremos mudado?

Um abraço e FELIZ NATAL ;)

A. Duarte Lázaro disse...

Querido Carlos e Teresa,

venho usar este meio para dizer que de muita coisa má que vivi, valeu a pena por vos ter conhecido. Vocês são pessoas extraordinárias, inteligentes, bem humoradas, simpáticas, carinhosas e grandes amigos. (Tu, Teresa, tens sido uma grande amiga).
Quero agradecer-vos por me terem feito sentir parte da família e por sempre me terem recebido de braços abertos. Também a minha casa terá sempre as portas abertas para vos receber.
Os laços de amizade ficam sempre connosco e o vosso nó já foi dado no meu coração.

Obrigada por tudo do fundo do meu coração.

A vós, os meus desejos de que a vida vos sorria sempre.

Um natal em aconchego e um 2006 cheio de sorrisos e com muito mais paz.

Um grande beijinho,
Ângela Duarte Lázaro

Aromas Do Mar disse...

Passei para te desejar um Feliz Natal e fazer votos para que 2006 seja Mensageiro do que mais desejares.

Beijo grande da Lina/Mar Revolto

Binoc disse...

Outro dia fiquei preocupado quando ouvi o Belmiro de Azevedo na Tv afirmar que era contra o TGV porque isso iria beneficiar não Portugal, mas sim a França e a Espanha.
A França porque vai vender-nos o TGV e a Espanha porque vai rentabilizar a rede ferroviária deles.
Um abraço...

pisconight disse...

É verdade Carlos, este país de pobres que quer a vida de rico está-nos a empatar cada vez mais, e eu sou daqueles que penso no futuro dos meus filhos e netos, que raio de vida é que eu lhes vou proporcionar?
Quanto ao TGV acho que já foi tudo dito, ou seja, mais um tiro no pé do governo português!!
;)

Delírio da Loirinha disse...

Votos de um FELIZ NATALLLLLLLLL
Beijinhos natalicios

concha disse...

Bom fecho de texto! Grande frase!

nana disse...

disparates de pobre dado a luxos!!
tal como ter a maior árvore da europa ou ter neve em Lisboa das seis às dez!!
o exemplo da pic é fabuloso!!

UGAJU disse...

Então não é que aquilo passa pl'o Alentejo e não pára? Pr'a um alentejano ver assim uma coisa tão rápida é uma canseira!

EU nos dias e Hoje disse...

Venho desejar-te um feliz natal e um fantástico 2006

augustoM disse...

Não têm dinheiro nem para andar a vapor como é querem um TGV.
Um Feliz Natal e a concretização de todos os sonhos em 2006, são os meus votos.
Um abraço. Augusto

Manoel Carlos disse...

Muitas vezes, a falida elite lusitana conseguiu refazer a fortuna no Brasil, como em 1974, com dinheiro público.

Que em 2006 sejamos atentos às palavras do poeta.
Grande e fraterno abraço.
Manoel Carlos
http://www.agrestino.blogger.com.br

Quem Morre

Morre lentamente quem não viaja,
quem não lê, quem não ouve música,
quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem destrói o seu
amor-próprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem se transforma
em escravo do hábito, repetindo todos
os dias os mesmos trajetos, quem não
muda de marca, não se arrisca a vestir
uma nova cor ou não conversa com
quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente quem evita uma
paixão, quem prefere o negro sobre o
branco e os pontos sobre os "is" em
detrimento de um redemoinho de
emoções, justamente as que resgatam
o brilho dos olhos , sorrisos dos
bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa
quando está infeliz com o seu trabalho,
quem não arrisca o certo pelo incerto
para ir atrás de um sonho, quem não
se permite pelo menos uma vez na vida
fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente, quem passa os
dias queixando-se da sua má sorte
ou da chuva incessante.
Morre lentamente, quem abandona
um projeto antes de iniciá-lo, não
pergunta sobre um assunto que
desconhece ou não responde
quando lhe indagam sobre algo que sabe.
Evitemos a morte em doses suaves,
recordando sempre que estar vivo exige
um esforço muito maior que o simples
fato de respirar.
"Somente a perseverança fará com que
conquistemos um estágio esplêndido de
felicidade".

Pablo Neruda

Su disse...

como sempre gostei da tua lucidez... mas o país e os pts estão hipotecados ...faz tempo
...
feliz natal sem hipotecas
mil jocas maradas

Tribunal_Beatas disse...

Passei para desejar um feliz Natal, cheio de prendinhas no sapatinho e todas aquelas coisas boas que nos fazem felizes:)
Beijinhos

Eric Blair disse...

Pá, o que é preciso é PARECER, não é SER.
Nós é que somos umas perfeitas bestas e não conseguimos perceber isso. Bom, sempre temos a sanita...

lobices disse...

...abraço de Feliz Natal

Micas disse...

Tens toda a razão, mts passos são dados em direcção a porra nenhuma...infelizmente, nós portugueses sempre tivemos o defeito (ou feitio) de começar as coisas pelo topo em vez de começarmos pela base...

Aproveito para te desejar a ti e aos teus, um Natal pleno de Amor e de Paz e, que 2006 te traga tudo aquilo que mais desejares. Beijos

Desconhecida disse...

Pois é...mtas vezes pensamos que estamos a andar e, na realidade estamos parados...apeteceu-me.

Bom natal e que 2006 te traga tudo o que te faz feliz.

Leonor C.(nokinhas) disse...

Bem visto!

Boas Festas!

Joaninha disse...

Hi, Carlos!
Gostei do teu artigo. Muito realista. É verdade que na terra de cegos, quem tem um olho é rei...só é pena é que todos tenham encontrado o objecto que apresentas e depois tenham feito correr água a jorros...lá se foi o olho...
Votos de Boas Festas
P.S. Obrigada pela visita

Maria do Céu Costa disse...

Boas festas. Beijinhos.


http://maisquepalavras.blogs.sapo.pt

silviaflor disse...

Dizem que o país está de tanga, eu acho que está é de venda, pois tentam tapar-nos os olhos com uma pinta....

Políticos da merda e governadores, ajustem vocês o cinto porque vós é que arrebentais com ele


Adoro a musica