sexta-feira, dezembro 09, 2005

Sonhos

(…) Nunca foi muito de pedir seja lá o que fosse. Naquele dia, naquela madrugada, saiu porta fora na esperança que o seu sonho se concretizasse.
Aquele cabelo desalinhado de quem acaba de acordar, os olhos ainda semicerrados, os cantos da boca ainda com resquícios de quem lambeu vários laivos de saliva que saíram com a emoção daquele sonho.
Os sapatos ecoavam naquele paralelo, naquela pedra de calçada em que as sombras pareciam tremer com o frio seco da madrugada.
O sol ainda estava escondido, muito longe dali. O casaco apertado com um cruzar de braços forte, contra o corpo que ainda escaldava da violência dos cobertores que apertavam naquela cama de casal ocupada por uma só alma.
O passo era decidido, um passo ritmado pela ânsia de encontrar, de ter de poder usufruir de um sonho, de uma vontade, por vezes um devaneio meio misterioso e incompreendido.
Os olhos começavam a abrir, as ramelas que se opunham começavam a quebrar-se tal qual gelo quando sente um whisky a encavalitar-se num a noite de copos.
Olhar fixo, começava a sentir os cheiros, os cheiros da madrugada, da labuta que ninguém conhece, mas todos sabem que existe. Dos homenzinhos incógnitos que apanham peixe e o levam para a praça, nos homenzinhos que fazem o pão e o metem nas padarias, os homenzinhos que transportam os nossos sonhos, em envelopes cravados a selo.



O seu sonho cheirava-lhe cada vez que se recordava, estava ali ao virar de uma esquina, começou a saborear aquela caminhada, olhou a sua volta, não viu ninguém que lhe fizesse frente ou mesmo que a fizesse esperar pelo seu sonho.
E… ao virar a esquina, quando descruzou os braços, e fixou o seu olhar naquela velha casa, descobriu que os seus são conteúdos de coisa alguma, são promessas adiadas no dia a dia… mas ali estava de frente ao que mais sonhava. O mistério dos seus sonhos poderia ser desvendado a qualquer momento.
Foi a i que percebeu, que no aconchego da sua cama aquele mistério duraria mais tempo, seria mais confortável, mais quente mais terno e que poderia acordar sempre que o desejasse.
Olhou mais uma vez e virou-se de forma repentina e foi sonhar novamente a espera que o seu sonho lhe revelasse a verdade do seu medo.


Apeteceu-me

"Um dia vou-me cruzar com os pensamentos que se escondem na Lua" Charles de la Folie

31 comentários:

pisconight disse...

1º!!
Não conhecia esta musica, mas está muito bem escolhida.
Quanto ao sonho, pensei que o cheiro a peixe fosse de bacalhau...
;)

Paula Raposo disse...

E apeteceu-te muito bem, Carlos. Gostei. É bom sonhar, um dia, os sonhos concretizam-se com a força do querer, podes crer! Beijos para ti, bom fim de semana. Espero-te um dia nas minhas romãs...

Su disse...

passei para te deixar uma joca marada de bom fim de semana gostei de ler este sonho...

O Micróbio disse...

Ao mesmo tempo que estou a ler este post estou a ouvir o Louçã a ouvir falar de sonhos.... não me resta nada mais do que ir até à cozinha e comer um sonho que sobraram da sobremesa de hoje!

Dulcineia disse...

Gosto dos teus apetites,lol.ainda assim,gostava mais de ver o mar da tua Costa da Caparica.O mar é um elemento determinante nos meus sonhos.

Maria Manuel disse...

... para que o sonho continue... sempre!

a Prinçusa disse...

" sempre que o homem sonha, o mundo pula e avança. ", não é o k diz a musica?
mas smp k eu digo algo, ha outro alguem k diz por cima
"pronto. la tas tu com os teus sonhos.".
mas eu gosto de sonhos. dakeles sonhos com sabor a coisas boas. pk os maus fazem chorar.

*

sem cantigas disse...

espero pela revelação do sonho? ai, conta já! :-)

sem cantigas disse...

não quero sonhos destes quero revelações! :-)

JL disse...

Olá Carlos,

Hoje não digo nada mais do que deixar um Bem haja pela sua visita e respectivo comentário no "O Observatório". Volte sempre.
Também eu virei outras vezes

Raquel V. disse...

Como sempre um sim e não semi indecifrável...

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Gostei!
O sonho é tudo e como dizia o outro...sempre q um homem sonha, o mundo pula e avança
Bjs

Betty Branco Martins disse...

Olá Carlos

Passei por aqui pela "República" para saber se ainda cá moravas. E ainda bem que estás!!!

Gostei de ler o "sonho" ou melhor, gosto de te ler.

Beijinhos

Talk Talk disse...

O conforto e controle dum sonho e por outro lado a incerteza e medo da sua concretização.
Um abraço.

Thiago Forrest Gump disse...

Sonhar nada custa. :)

segurademim disse...

O que sonho, é sempre material indecifrável... quando acordo, apenas uma sensação! se for de conforto, o dia corre bem! se fôr de desconforto a manhã pode ser um peso, depois, ao longo do dia, essa sensação acaba por se desanuviar, mas dá trabalho... estará o teu personagem perante uma situação destas?

Sonho sempre a cores!!!!
:)

augustoM disse...

Como os sonhos nem sempre são realizáveis, o melhor é continuar a sonhar, para não sermos confrontados com a realidade que o impede.
Um abraço. Augusto

Princess disse...

Olá!obrigada pela visita.Agradeço-te e te digo que tb gostei muito de vir aqui.E bom que foi em um post sobre sonhos,sempre eles...Um abraço!

TUBARÃO!!! disse...

Mais um blog que adicionarei aos links. Importaste?

Aromas Do Mar disse...

E deixa que te diga que te apeteceu muito bem.

E vai sonhando, pq um dia destes abres a boca a dizer que sonhaste e vais pagar 21/ de IVA :).

Beijo da Lina/mar revolto

Binoc disse...

Lembro-me desta música, é do "matador".
:)
Quanto a sonhos... melhor não me alongar, porque sou um p+oço de sonhor por realizar.
Aquele abraço, amigão.

indie girl disse...

gosto muito do que escreves aki..já a mt tempo k nao vinha..bjinhos

perola&granito disse...

obrigada pela visita :)
Volta sempre!

Nelita disse...

como era bom poder exercer comando atraves dos sonhos...
comando na mao,,, escolhe o canal do sonho,, anda pra frente ,,,anda pra tras,,
pena nao dar para apagar...
voltemos ao sonho entao!!!
bjo

Nelita disse...

Carlos mil perdoes nao ter lido o k ja antes havias dito,, mas e certo k ambos concordamos c o k foi publicado,, c esperanças k portugal acorde...
ate la boas festas para ti!!!

Malae disse...

É bom (re)ler-te! Ainda bem que te continua a apetecer! O que neste país é complicado! Malae**************

Maria Manuel disse...

"Um dia vou-me cruzar com os pensamentos que se escondem na Lua"

Nesse dia, talvez encontres alguns com a minha assinatura (pra não dizer griffe...). Trazes-mos de volta? Andam rebeldes e perdidos alguns dos meus melhores pensamentos!

Paula Raposo disse...

Muito obrigada pelo comentário que deixaste nas minhas romãs. Vais estar no jantar de 28 de Janeiro em Lisboa? Até lá, beijinhos, espero o próximo texto teu.

Betty Branco Martins disse...

Olá Carlos

QUERO DESEJAR

UMAS FESTAS FELIZES

COM MUITO AMOR, SAÚDE E MUITA PAZ

Beijos c/amizade

tovarisch Brezjniev disse...

Perdeste a pedalada... Isto anda muito xoxo...

tovarisch Brezjniev disse...

Ops!...