quarta-feira, setembro 28, 2005

O Mundo e nós.




Não sei se é o Mundo e Nós ou se seremos Nós e o Mundo.
Nos últimos dias dei por mim a olhar para as notícias que vinham e chegam lá de fora sobre o nosso país a beira-mar plantado, achei-as noticias sérias e com muito interesse mas como ninguém falou delas, fiquei a pensar que afinal eu tenho critérios um pouco diferentes, diferentes não, critérios com falsos juízos para a nossa Nação talvez por isso sem relevância para Nós.
Então fiquei a saber que o país quer saber é da Implosão da Torralta com direito a honras de Primeiro Ministro…primeiro, segundo e até um terceiro Ministro, honras de directos e até houve quem para lá enviasse os seus pesos pesados no que diz respeito ao jornalismo televisivo. Durante 3 dias foram comentadores e afins a falar da implosão de 3 torres da Torralta e como o Primeiro Ministro devia ter metido o dedo no detonador, ficamos todos a saber o que a manicura do senhor fez de especial ás unhas do nosso primeiro para esse dia tão especial.
Afinal perante tais factos o que importa que Daniel Kaufmann, responsável pelo Banco Mundial, (é verdade que ganha menos que o Governador do banco de Portugal) diga que há corrupção instalada em Portugal, e que se o nosso país parasse com isso, com a corrupção poderia estar ao nível da Finlândia, é verdade que só podia estar a gozar só por isso é que a maior parte dos órgãos de informação passaram de mansinho por esta noticia, diria mesmo facto. Aliás o texto do Kaufmann, tem como titulo: -“Dez mitos sobre governação e corrupção”.
A outra noticia que também ninguém ligou grande coisa vinha no El Pais e depois no Guardian e em mais outros dois que não me lembro não deviam ter grande importância, O título desta notícia: - “As ilusões devastadas de Portugal”. É verdade que aqui não há ilusões nenhumas dos portugueses a realidade é que andamos todos a rir e de que maneira. O artigo fala da nossa crise, da ausência de alternativas e de um país ingovernável e onde ninguém sabe que fazem aos impostos insuportáveis que nos obrigam a pagar, (será para as indemnizações chorudas que passam a vida a pagar?).
Adiante, mas em maré de educação visto que as aulas andam a correr de feição já que os conselhos directivos e consultivos conseguem fazer o que querem como autênticos “feudos” descobri que a OCDE (organização para a cooperação e desenvolvimento Económicos) tem o desplante de dizer que os Professores Portugueses são os que passam menos tempo por ano nas escolas, em media passam menos 379 horas por ano que o resto da OCDE, apesar das semanas serem iguais para todos. Acho que isto não é importante aliás porque havia de ser neste dia em que saiu este relatório até que havia Liga dos campeões, já não falta muito para voltar a politica dos 3 EFES, Fátima, Futebol e Fado, só não sei como encaixar ai a telenovela.



Apeteceu-me


"Porque será que achamos que o centro de tudo está no nosso umbigo?" Charles de la Folie


* A musica é uma coisa que eu tinha aqui em casa e descobri que é um sucesso algures por ai.

24 comentários:

Anónimo disse...

Hey, you have a great blog here! I'm definitely going to bookmark you!

I have FREE leads for your business. Hey, these are free for the asking. All you need to do is visit my website.

Come and check it out if you get time :-)

Paula Raposo disse...

Adoro ler-te...beijos

TMara disse...

andamos todos às voltas. Ainda outro dia escrvi um texto para o Orgia Política
a partir deste anúncio. bjs e :)

a Prinçusa disse...

olha.
tens razao.
gosto destes teus posts. tens smp razao!

(e gostei mt da ultima foto)

bjinho*

Binoc disse...

1-Havia um grande português chamado Manuel Passos, Tb conhecido por Passos Manuel, que dizia "Eduquem o Povo e ele saberá ser livre". Mas obviamente isso é algo que não interessa ao actual regime.
2- A minha filha mais velha, veio aqui atraída pela música do crocodilo e diz-me que ela costuma passar no Canal Panda, nuns desenhos animados.
3- Que aconteceu aos tovariches, sabes deles ?
4- Aquele abraço.

margusta disse...

Carlos vim deixar-te um beijinho.
Recomeçei as visitas, mas não consigo ter tempo para ler todos.
Beijinho e fica bem.
Volto para te ler.

Betty Branco Martins disse...

Carlos

É verdade estamos num país ingovernado! só que muito bem "governado" para alguns. As leis são unilaterais. Estou neste momento a pensar na noticia que ouvi à dias, que o Santana Lopes está a pedir a reforma aos 48 anos, porque já fez os anos todos de descontos, então agora pergunto eu; e os outros? isto dá para acreditar!!! Não, não dá!
Esta e todas as outras coisas juntas, dá para sentir que Portugal está bem no fosso das víboras!

Beijinhos

amor quase perfeito disse...

olá menino.
que saudades.

Maria do Céu Costa disse...

Por vezes nem é bom pensar, no que se está a passar. Mas afinal para onde vamos nós?!
Vou seguir sem sequer pensar.
A música de fundo está engraçadissima.
Beijinhos.

Nilson Barcelli disse...

Eu considero que a manipulação da informação, tal como ela é feita hoje em Portugal, que, tendencialmente, só explora o que o zé pagode gosta de ouvir, ler e ver, tem uma importante quota parte de responsabilidade no caos social instalado, que vai dos dirigentes do Estado às famílias, passando pelas estruturas que deveriam constituir os pilares sólidos do país (escola, saúde, militares, juízes, etc., etc.).
O jornalismo, que poderia ser importante para ajudar a uma alteração cultural necessária, está a contribuir para toda esta desgraça.
E tudo isto porque eles (os jornalistas) colhem de imediato os frutos desejados, sejam as audiências ou tiragens, sejam as respostas dos políticos, nas reacções por palavras e/ou actos.
Por tudo isto subscrevo o que disseste.
Abraço.

francis disse...

Continuo a dizer que gosto de te ler. Contudo, poderias mudar a música do blogue? :-)
Quanto ao tema... bem... pois...

pisconight disse...

Ó carlos e se acrescentasses mais um "efe" só para definir o estado actual da nação. Será um "efe" de f*did* junto a um "tê" de totalmente!!!

Basta de corrupção e de estragar um país que poderia ser maravilhoso.

Freddy disse...

Qto a vocÊs n sei mas eu n desculpo...Levem c ele agora...

Abraço da Zona Franca

isa xana disse...

e ja ha quantos anos este país anda ingovernado? eu ja lhe perdi a conta

*

Inha disse...

Palavras para quê? Já sabes como penso, não tiro nada ao que acabas de dizer. Hoje fiz um post sobre a descriminalização dos cheques sem provisão. Isto é uma borga, Carlos. Este país está à beira da bancarrota. ;)

Micas disse...

Subscrevo na integra o que escreveste. Realmente sempre que leio noticias sobre Portugal aqui, as mesmas nunca são boas. As diferenças são abissais, desde o Ensino, à Saúde passando pela Justiça. Adoro o meu país mas acho que já não conseguia viver aí. Contudo, penso que por muito que se fale, Portugal nunca mudará enquanto o povo não mudar a mentalidade. Gostei imenso deste texto.

Karen disse...

Oii Carlos, como vai?? Acho que já vim aki antes...rs!! Essa foi boa hein, esse pedido de desculpas..ainda bem que anulei meu voto!!
Ótima semana e apareça no meu blog também!
Bjus:)

gato_escaldado disse...

agradeço a visita à "paisagem". vou passar a acompanhar o teu blog. que me pareceu bem interessante. abraços

AngelBoop disse...

Já tinha lido a notícia no "Público" e realmente é de muita coragem este cidadão admitir em praça pública os seus próprios erros.

maria_arvore disse...

Obrigada por me dares a conhecer Rogério Guimarães, um homem lúcido. :))

Quanto à comunicação social portuguesa, creio que continua a ser isenta de qualquer influência partidária ou governativa, tal qual as bandas desenhadas do Tio Patinhas. ;)))

Será que voltámos a ler jornais estrangeiros como em 1973?...

GNM disse...

O país parece ser ingovernavel...
Felizmente algumas pessoas mantêm a lucidez!

Fica bem!

Um Olhar Sobre... disse...

pois...

Bom fim de semana

Beijo

heidy disse...

Daniel Kaufmann se fosse presidente de um clube tinha mais atenção mediática! assim, a sua pequena opinião não tem valor nenhum, bem pelo contrário, faz mal à espandilose do dr socrates.

alfinete de peito disse...

Olá Carlos!
Enfim, tal como se diz por aí, as medidas são divinas, e não deixa de ser curioso o umbigo estar realmente no centro, ele que foi essencial para "sermos"!

Grande abraço, Mercador e Grizo