terça-feira, junho 21, 2005

Cada Lua, cada lunático!

Cada Lua, cada lunático!



Finalmente... sentei-me!
Hoje o dia não foi fácil... Passei o dia a ouvir - "Ó Traquinas, acordaste com o cú virado pá Lua???"
Dai aquela bela frase, o sorriso da lua, mas porque será?
Ainda ontem pensava eu que a corrida do dia anterior, era uma corrida medonha, cheia de graça e agua benta.
A verdade é que não estava virada para os sorrisos e todos me pareciam amarelos e cheios de cáries.
Um enjoo de meia-noite e ainda não passavam das 4 da tarde.
Essa era aquela hora, a hora que ninguém desconfia, ou será que desconfiam?
Pode ser que sim. Por essa hora andava eu com um tubo na boca, ou seria um daqueles respiradores idiotas, que o tarzan usava quando se deslocava a Peniche?
Desconfiavam mais, se fosse 4.30... a famosa hora Coca-cola Light, mas eu continuava com o tubo do Action Man... ou será do Tarzan... bem, não sei!?
Não interessa... só fazia contas de cabeça.
Mas de cabeça ouvi falar que só o Jardel, mas mesmo assim já ninguém tem aquelas palavras de outrora, ou seja, uma mulher alucinada com vontade de jogar a cabeça do marido de encontra um comboio, mas coisa pouca... a partir dai ele foi considerado uma cabeça ao vento, ou seria ao fumeiro?
Como vi que daqui já não saía nada altamente produtivo, ou seja, que trouxesse algum benefício à Humanidade, decidi por unanimidade (cabeça, tronco e membros), atirar-me à primeira caixa de Donuts que apanhasse. Foi o azar da Felisberta... cantou aos quatro ventos, como encontrara um esconderijo bestial, para os docinhos.
Filha da mãe! Já foste!!!
Não, como poderia alguém ir com tantos doces e donuts, aliás não seria bolo rei?...não estás a ver o D. Duarte, com um gorro na cabeça a fazer de cozinheiro? Eu não acredito que aquele programa estivesse a dar... como poderia realizar aquele desejo se tinha um piercing na unha do pé?
Tal foi a moca de glucose, que fui acordar vestida de sapo Cocas, a pensar que era o Sapo Xixi e passei a noite a dizer: "Comando na mão e carrega no botão!"
Tal foi a crise, que passei ao pé dum prédio em construção e oiço em coro: "Vem cá carregar no botão, óóóó Sapinho!!!!".
Foi ai que o mundo acordou...comando na mão a lamber o sapão...
Acordou tudo com uma moca a rebolar no chão.


Post-it verdes, escritos por Tânia Traquino (Moon do Universo Inculto) e Carlos Barros (Kula da República dos Pêssegos), dedicado ao Homem Invisível, também conhecido por Miguel M. (aquele que será sempre o Chá no Deserto)... o nosso querido amigo.

"Olhós post-it QUENTINHOS!"



Apeteceu-me

"Quero saber sempre para onde vou, para não ter de ficar"
Charles de la Folie

33 comentários:

moon between golden stars disse...

Adivinha qual foi a minha sobremesa ao jantar... :P
Não poderia deixar de cá vir (lol)

E como gosto de cá vir...

Um abraço

Guillermo de Baskerville disse...

Naquela manhã entristecida pela escuridão da noite, procurei os primeiros raios de sol. Seria a minha primeira manhã de liberdade... tinha abandonado a horta da minha mãe durante a noite... estava, enfim, no grande quintal do mundo!
Pensava eu que nunca mais teria uma cerca diante dos olhos a esconder-me o horizonte... Mas o engano tornou-se claro quando o sol nasceu e bocejou bem alto. O mundo não é afinal, tão diferente da horta da minha mãe...
Vivemos em colónias, ou alfobres... Como um imenso campo cultivado aqui e ali, separado por cercas... Culturas diferentes, rituais diferentes... Repúblicas... a República das Bananas, a República das Melancias... conheço hoje a República dos Pêssegos.
Bonita República é esta que se me apresenta... um pomar perfumado, numa manhã fresca de verão...

inesita disse...

esse homem invisivel há-de ser muito importante para ter posts dedicados à sua pessoa. e porquê posts verdes? se ele é invisivel...
verde esperança de que encontre água no deserto para fazer o tal chá? ou verde esperança de que se torne visivel? ou... ou...

inesita disse...

e ainda... pêssegos com chá? ou chá de pêssego

Caiê disse...

Hum, Charles de la Follie, adorei esta tua frase de hoje...

Porque será que se associa sempre esta coisa da cama com comida? caso para pensar... não tem nada a ver com a frase, mas surgiu-me ao ler o post...
au revoir.

anonymous_person disse...

meu deus(?), as recordações.

alfinete de peito disse...

Adoramos escrita delirante, mas somos suspeitos para falar disso. O contrário já se verifica nas ósteas, redondas como o sol. O sol, sim, o mesmo que nos aquece, e dá vida a tudo. Como as sementes. Delas nasce uma imensidão de coisas. Como as árvores, por exemplo, as de fruto.
Quanta variedade de fruta. Entre ela os pêssegos, tu sabes, os tais que vêm do pessegueiro. Sim, o da ilha....

anonymous_person disse...

every day i wake up and it's sunday, whatever's in my head won't go away, the radio is playing all the usual and what's a wonderwall anyway

A. Duarte e Lázaro disse...

Não percebi nada...
Mas eu hoje tb não percebo nada porque percebo tudo... ou será que percebo tudo porque não percebo nada?

Desisti de perceber... tudo e nada.

***
este fds: costa ou cbr/ff? sempre a indecisão...

Manoel Carlos disse...

A cada lua um lunático? Vou sair à francesa para não me juntar à malta; como nãogosto de Donuts, apetece-me deixá-los a vocês.

Cetus disse...

para lá de insultar as pessoas, aqui o lunático és tu e para a proxima faz post-its azulinhos que acalmam o chã de pessego embalado em latinhas de feijão. não percebeste? é pq és lunático, lol. um abraço

Marta disse...

Caríssimo Carlos,

Em respta à tua msg lá no meu "canto", essas paixões platónicas nunca foram mto violentas. Nem tão pouco mto abundantes! Sorte de principiante... :o)

Lunático este post, heim?! ;o)

Abraço,
M.

http://historiasdemim.blogspot.com

sylpha disse...

Mas estes pêssegos têm humor, ai se têm....a cada lunático a sua lua para não haver confusões ;) Beijinhos :))

Aziluthh disse...

Nem mais. Mais vale ficares pelos Donuts no sofá a fazer zapping porque a lua é traiçoeira. Todas as manhãs acordam cariadas sobretudo depois das noites de arranha pele em que nem o gin atónito serviu para trepar até ao último andar em construção.
Vê lá se sabes quem sou!

Morsa disse...

Grande história e grande música! Está fenomenal o teu blog hoje! Uma grande misturada mesmo!!!!

Um grande abraço

agua_quente disse...

Continuas em grande forma, tão louco como sempre! É por isso que gosto de te ler. beijos

Betty Branco Martins disse...

Olá Carlos, voltei! :)

Agora é só para dizer um olá, volto mais logo para ler e comentar, porque ler às pressas não é comigo, isto é como tudo, ou quase tudo!!! :))

Beijocas

Nilson Barcelli disse...

Gostei dos DONUTS...
E do resto... uma salada interessante.
Boa música.
Abraço.

Terricha disse...

Primeiro obrigado pela visita e parabéns pelo blog, eu também não quero saber para onde vou, para não ter de ficar.
Abraço.

mfc disse...

Um delírio de non sense...
Por acaso até me apetecia um "donuts"!

Gininha disse...

Isso é que é surrealismo... jocas

Estrela do mar disse...

...Urgente!!!...visita o meu blog...

Beijinhos.

stillforty disse...

Que ganda pessegada, que ganda moka, que ganda sarilho.
Broa, broa é que é!
Sorry, não percebo nada de homem invísivel.
Existe?
Será que existe?

DrOvOs disse...

sapo xixi... pois... eu tb não ando muito bem... olha aqui á um tempo acordava com um pinguim ao meu lado com um peixe na mão e dizer"contra ventos e marés", e aos pulos!

inesita disse...

cuidado com o gin tónico. faz mal às dietas e dá mau acordar. arranhas a pele de quem? Vê lá...

Ei, Porra! disse...

Que porra que significa lixaram, ó pá?

Abracetas!

A. Duarte e Lázaro disse...

Ora cá estou eu, como de costume, para comentar os artigos de opinião.
Interessante. Nunca tinha pensado nas coisas dessa forma. Acho que sendo assim dentro de não muito tempo quando a chata se puser... "Oh, mor, não fumes...", vão responder-me: "É pela nossa saúde"... E não é que terei de lhe dar razão?
:)
Voltarei para comentar o da esposa.

lazuli disse...

também quero saber para onde vou para não ter de ficar:)) Charles de la Follie..és fantástico. A propósito, de quem é essa voz tão sedutora?
Um beijo
Fernanda G

Coelhinho da Páscoa disse...

Eu queria comentar e agradecer-te a visita e o comentário no meu blog mas anda por aqui mt gente. Fica para uma próxima.

anonymous_person disse...

hihih, onde pára o gin tónico...

maria disse...

então não é que esta me apanhou de surpresíssima?? e eu que sempre me convenci que partir era, tantas vezes, não mais que apenas, não ter de ficar!...

Genial! Pêssego é um sabor genial! e como soa... oh se soa

indigo des urtigues disse...

Vim, vi e gostei do sabor do pÊssego!eheh
Adorei todo este nonsense!:)
Vim retribuir a visita ;)

Betty Branco Martins disse...

Cá estou eu, agora sim, tenho tempo para ler :)

Admirável esta escrita e os seus "trocadilhos" qual renda de "bilro"

Um beijo grande