quinta-feira, maio 19, 2005

LOUCURA I

Loucura I (Este sustitui (fogo) cruzado, trata-se de uma psiquiatra que vive lá no prédio)


(...) - A esta hora, aqui por casa?
Eram 8 e muito pouco da manhã, sábado, uma desgraça, a sorte é que não tinha consultas marcadas para hoje, quer dizer há sempre umas consultas inesperadas nem que seja com gente aqui do prédio. Claro bateram à porta.

- Olá, a esta hora aqui por casa? ( pergunta desnecessária da Dr.a Palmira)
- Desculpe lá mas não dormi nada esta noite e achei melhor falar consigo, já que a doutora é como os padres, um poço sem fundo.(resposta meio tímida da pessoa do outro lado que não pode ser revelada a partir deste momento por causa do juramento ao Deus dos Psiquiatras)
- Bom isso tem algum interesse, sim mas claro, evidentemente.(a partir de agora as respostas são muito esclarecedoras)
- Claro e você contou isso a alguém?
- Ah ao Pilitas e entregou uma carta a Dona Henriqueta, humhh.( a Dr.a já coçava a cabeça por todo o lado)
- Bom nesse caso a coisa já está m andamento, vai explodir não tarda nada o melhor é começar a preparar o consultório para hoje. ( com um sorriso de orelha a orelha)
- Só de pensar no Vasco, naquela carinha laricas, que vai entrar em stress pós traumático é pelo menos uma vida em tratamentos.
- Pois, pois não têm de quê, esteja sempre a vontade.


Bom isto vai ser lindo, e eu para ver, pelo menos vou ter por aqui uma comédia trágica vicentina, ou coisa no género. Ainda bem que estava já acordada assim percebi este numero na perfeição, e que numero, só me apetece rir, quer dizer só estou acordada porque aquele energúmeno ressona que nem um porco, aquilo não é bem ressonar parece mais um automotora ou uma locomotiva a carvão, começa lento mas depois... raio que o parta ao homem, com tanta Merda por ai tinha logo que me tocar este, é que ainda por cima não têm ponta por onde se pegue é impressionante.
Onde estaria eu, no dia em que me lembrei deste numero, esta não era uma frustração, porque, porque enfim, tinha outras coisas em que me preocupar, nesta altura preocupava-me a cara do vasco quando receber aquela carta, por um lado preocupava-me, por outro deixavam-me contente que ele havia de irromper por ai a dentro, o que era muito, mas muito bom, e atrás dele viria o pilitas, e quem sabe, quem viria mais, quem sabe.
A minha cabeça não estava grande coisa, ontem a noite tinha sido complicada, bebi uma garrafa de champanhe sozinha. Estava para aqui a pensar, que adoro beber champanhe e fazer amor desmesuradamente, mas ontem só bebi mesmo champanhe. Voltando ao energúmeno, não sei mesmo o que vi naquele homem, não têm mesmo nada de jeito, nada mesmo, ás vezes podia ser assim totó, fisicamente atarracado e ser bom na cama, mas se é! Pois não sei onde porque aqui comigo não é mesmo aquilo parece sei lá o quê, é atar e por ao fumeiro, odeio gente assim, de atar e por ao fumeiro, odeio sentir-me uma mulher objecto.
Mas nem sequer tem a ver com machismo ou com feminismo, têm a ver mesmo com, o homem nunca deu para isto, o problema é que ele é maricas, tenho a certeza que ele é maricas mas ou nunca o descobriu, ou têm medo de se assumir, mas não vou ser eu que lhe vou fazer ver isso, ele que veja, porque se não ainda vai dizer que o ando a manipular e coisas do género.
Ele gosta mesmo é do aquário dos seus Escalares, guffis, lutadores, fica ali horas, eu acho que até se masturba ali a olhar para o peixes horas a fio, mas cada tarado a sua mania, acho que quando sai de lá vêm com aquele jeitinho de boca, não, não é o que estão a pensar, é aquele jeitinho dos peixes sempre a abrir a boca e a fecha-la parece que estão a enrolar os lábios e a desenrola-los, bom isso lembra-me champanhe e o champanhe lembra-me outros voos e agora a esta hora, o melhor é tomar um duche de agua fria muito fria, para ver se arrefeço, todas estas noticias deixaram-me a ferver e de que maneira, é que eu fervo em pouca agua, ai fervo, fervo.

Apeteceu-me


" As loucuras da vida, alegram-nos a Alma"
Charles de la Folie

20 comentários:

zezinho disse...

O psiquiatra lá do prédio é louco? Quase todos são ainda piores do que os pacientes..eheheh
Abração

inesita disse...

necessito de umas lições de malabarismo e de acrobacia. umas questões de engenharia financeira. presumo que vim bater à porta certa?

Carlos Barros disse...

Claro, claro, 2 + 4 = a estas a pagar que te lixas, é mais ou menos isto... ou seja.
Atençao Inesita, muita atenção, cuidado que o seu pai morreu neste numbero (os tambores rufam)... mais uma pirueta, mais um mortal, cuidado que está sem rede.(net)

não sei não disse...

Carlos: deu na TVI que há prá aí um café de lampiões com a bica ao preço de há 11 anos. Estão à espera do Domingo para actualizar o preço ba bica. Queres lá ir Segunda-feira beber a bica ainda a 15 cêntimos?

(ou marcamos para daqui a 11 anos?)

A. Duarte e Lázaro disse...

Bem, confesso que desta vez foi difícil acompanhar-te. Mas também... coisas de loucos!
Gostei de alguns pontos: do champanhe e do ferver em pouca água. Não sei porquê soou-me familiar... (ora onde é que deixei a garrafa para afogar as mágoas dos últimos dias...)
Mas parece-me que esta nova "colecção" será interessante... o que virá na carta... qual será a reacção do vasco... Não perca o próximo episódio!

quanto ao "não sei não": segunda feira a gente conversa... dor de cotovelo dói...

teresa disse...

ops... afinal não caí. alguém me agarrou.

A. Duarte e Lázaro disse...

As minhas músicas têm sido feitas ao som de choros (também do chorinho)... notas em tom de lamento que prefiro guardar para mim. Quero compor melodias mais alegres. Por ora embalo-me ao som destas.
Por falar em músicas: mais uma excelente escolha esta tua.

Micas disse...

Este texto está do melhor...só pova que realmente os psiquiatras são mais loucos que os próprios pacientes ;)) Bom fim de semana

O Micróbio disse...

O que eu agora quero saber é se arrefeceu... é que estou aqui a ferver por não saber isso...

Betty Branco Martins disse...

Bom, existem histórias verdareiramente insólitas, onde os psiquiatras "entram" como protagonistas, que davam magníficos enredos para filmes, assim tipo, Tarantino!

Gostei do teu enredo...

Um beijo

Bom fim de semana

persephone disse...

O que é o Homen senão um louco?

*

inesita. disse...

ao que uma mulher tem que chegar. realmente, os homens não servem mesmo para nada, nem para aquilo que, por natureza,, estão apetrechados.

inesita. disse...

ao que uma mulher tem que chegar. realmente, os homens não servem mesmo para nada, nem para aquilo que, por natureza,, estão apetrechados.

menina disse...

as loucuras da alma é que nos fazem bem...!! ;-)

Vênus disse...

Olá,
Sumiste? Pq?(*.*)
Bjs!

Å®t_Øf_£övë disse...

Uma história bem real,e que acontece muito mais do que por vezes nós podemos pensar.
Bom domingo.
Abraço.

BlueShell disse...

LOL...
Gostei dessa!
Jinho ternurento, BShell

maria vai c'as outras disse...

bora todos ao psiquiatra.o pessoal bem precisa.jinhos de mel

Rosie disse...

Delirante!!!! LOL
*

Ms Crow disse...

Eh, gostei bastante do teu blog...
Acho bastante interessante...
Ideia genial a da música...

Bom fim-de-semana e muito obrigada pela visita, espero que tenhas gostado.

Ms Crow