sábado, maio 28, 2005

LOUCURA II

Loucura II


(...) Afinal tenho vinte e poucos anos, ok, escuso de me mentir a mim própria tenho trinta e muitos anos, e gosto muito de me sentir viva, gosto, adoro, amo sentir-me viva e o paspalho do meu marido, só quer é sofá, parece o Rei do Sofá, se calhar é o Gay do sofá! Será normal que um “ Gajo” mais novo que eu não se interesse por mim?
Acredito que se fosse uma chata, ou feia, ou mal feita, admito que ele estivesse farto de mim, mas eu nem sequer sou assim tenho a perfeita consciência daquilo que sou. Mas enfim aqui a psiquiatra sou eu, dá-me muito jeito tê-lo aqui por perto, assim evito paixonetas e sulipampa de alguém, posso sempre dizer que tenho muita pena mas tenho o meu marido, que precisa dos meu cuidados até que a morte nos separe, que é deficiente mental e precisa muito dos meus cuidados.
Custa-me estar sempre a pensar no mesmo, mas porra estou aqui com uma vontade, e aquele animal, coitados dos animais, ali o energúmeno está por ali a roçar-se pela cama, aquela boca aberta a maneira como os cabelos ou aquela coisa se espalha pela almofada, aquela boca aberta, que só me apetece meter-lhe uma maçã, parecia logo um leitãozinho pronto a assar. Esta é a grande verdade o que faz um energúmeno destes aqui em casa, eu só posso estar louca, ou então é amor, não posso ter casado com ele por interesse, só mesmo por amor porque interesse ele não tem mesmo nenhum, mas é a mais pura das realidades, curto muito mais o Cão Guru do que ele, preferia ter aqui na cama o bafo bichano do que o deste estranho que já vive comigo a não sei quantos anos.
Vou mas é fazer um belo cafézinho e ver se ainda há por aqui alguma daquelas brocas do pilitas, para ver como vai ser este dia que parece prometer, só tem que prometer com esta perspectiva de vida só pode mesmo prometer.
Quase que me atrevo a dizer que este prédio hoje respira expectativa e outras coisas mais que nem sei bem o quê, o ambiente está tão denso que se pode cortar à faca, não é que haja por aqui maldade, mas sim expectativa em relação a muita coisa, pelos ruídos que ouvi por aqui esta madrugada há por ai gente que deve estar com dores de cabeça que até dói só de pensar.
Agora tenho de pensar no meu cafézinho e na minha pequena broquinha se houver ainda por ai, temo que tenha ontem esfumaçado tudo com o champanhe, mas, espera ai, o que se passa ali na cozinha, está um nojo aquela cozinha, ai pois é, é sábado e a empregada não vêm ao sábado que gaita, vou ter de arrumar esta coisa toda, que nojo, as coisas que eu ontem comi, chantilly com fartura, ai que horror até admira hoje não estar mal da barriga, e o que é aquilo? Doce de amora? Céus a coisa foi mesmo violenta, foi, foi, ai e aquilo ali, nem quero pensar o que se passará na sala, estou a imaginar o filme, mas bom vou primeiro, arrumar ou dar uma arrumaçãozita por aqui antes de ir a sala, o energúmeno deve dormir até às tantas como de costume, esta cozinha mete nojo, e de que maneira não sei se me livro disto está toda lambuzada, cheia de nhanha, bom acho que vai ser serviço para alguém , ai acho, acho. O que é isto? Uma meia de rendas, por aqui, mas eu não uso nada disto, muito menos, bom o melhor é agarrar aqui nisto tudo meter para um saco e atirar para o túnel do lixo é capaz de ser muito mais fácil, porque assim nunca mais me safo. Bom e agora o melhor é limpar isto com estes toalhetes, que estão para aqui, isto até que dá jeitinho é muito mais prático, vai tudo de uma só vez.
A verdade é que estas coisas da lide de casa não são mesmo para mim, quer dizer, eu não me importo desde que não tenha assim muito lixo, adoro utilizar coisas novas, tipo aquelas que aparecem nos anúncios da TV, mas isso são outros 500 paus, porque apanho cada desilusão, tipo compre 4 pague 3, e eu compro se um é uma porcaria ou deito fora, os 4 ou então vou ter de gramar aquela porcaria durante 4 e longos pacotes ou embrulhos ou lá o raio que for, mas enfim nós somos assim é o mal de nascermos mulheres.


Apeteceu-me

Olha-me este !!!

"As vezes precisamos mais de nós do que de outros(falsos)" Charles de la Folie

23 comentários:

moStrenGo adamastoR disse...

Bem!!! A narssa dakele brazuka!!! :O

Manoel Carlos disse...

Excelente! Intrigou-me a meia de renda :0)

A. Duarte e Lázaro disse...

Bem... a vida desta psiquiatra está cada vez melhor! Muito interessante mesmo! E afinal o marido não é assim tão gay como ela pensa... ou teria sido o champanhe da noite anterior que a fez esquecer o bacanal que houve lá por casa?
Adorei mesmo foi a boca aberta e o desejo de lhe dar com uma maçã! lolololol
E a máxima... bem, a máxima que deixaste está soberba e é suprema!
Agora deixem-me lá deixar isto de blogs e ir trabalhar na minha tese... entrega segunda feira e a ´página está em branco... vai ser lindo...ai, vai vai. O que vale é que o meu homem também é só trabalho e sofá... não há cá mais distrações. hihihih

Hrrada disse...

É, é o mal de sermos mulheres... Se já a mim me custa limpar o que eu sózinha sujo, imagino com um homem em casa... Sim, pq a maior parte deles não precisa de ser incapacitado para não fazer nada em casa! São realmente "os gays do sofá"!

Adorei o texto e a subtileza com que dás "as tacadas" ;)

*

AdéliaTheresaCampos disse...

Ri muito. Essa vida de mulher... só o bom humor nos salva. Beijos, carinho.

gina brejnev disse...

homem que não serve para... para dar uso ao va... então o melhor é substitui-lo.
kamaradas ginas reclamem os vossos direitos. lembrem-se: uma gina tem direito a, pelo menos, uma va. reivindiquem a vossa

MWoman disse...

Para grandes males, grandes remédios! Afinal a gaja não é psiquiatra? Ora bolas, não sou eu que lhe vou dizer o que ela precisa de fazer! ;)

Tribunal_Beatas disse...

Feliz ou infelizmente, é tipico das mulheres, quando estão chateadas, sairem para fazer compras ou arrumarem tudo aquilo que se lhes atravessa à frente. Isso está bem representado aqui :)
Gostei.
Boa semana e obrigada pela visita ;)

maria_arvore disse...

Adorei a tua escrita e a tua ironia. E "gay do sofá" é muito bem apanhado.
Tenho de cá voltar mais vezes. Ou melhor... vou linkar-te :)

agua_quente disse...

Devo dizer-te que adoro ler homens a excrever "no feminino". No teu caso, acho que o texto até está muito realista. Mas a psiquiatra tem que usar algum método bem estudado nesse que dorme no sofá, ou cheira-me a esturro! :)) Beijos

Anónimo disse...

É o lado feminino a manifestar-se. Temos aí metamorfose a despontar?

Betty Branco Martins disse...

Bem a "dita" é psiquiatra ou não? se é, anda a dormir em serviço, isso não pode acontecer!

O "gay do sofá" é *****!

Um beijo

Caiê disse...

Homem a escrever como mulher... escreve o que quer e ouve o que não quer!... eh eh eh!
Não vai ser o caso: fartei-me de esboçar sorrisos! ;)

Anónimo disse...

hello.

Carlos Barros disse...

A Taça é nossa, é verde e branca... este jogo foi como o campeonato... uma arbitragem disparatada, mas enfim o setubal, conseguiu hihihihih

tovarisch Brezjniev disse...

Põem as sardinhas a assar carago...

tovarisch Brezjniev disse...

Vá lá que eu levo a 7UP

pipetobacco disse...

{ ...

é sempre fixe ler-te ()
do melhor que se lê por aqui
--------------------

espero que gostes:

http://www.mgrande.com/weblog/index.php/luzdetecto/visits_me/

e aqui:

http://www.mgrande.com/weblog/index.php/luzdetecto/prominences

ou assim:

http://www.mgrande.com/weblog/index.php/luzdetecto/prominences_2/republicadospessegos.blogspot.com/


abraço

... }

Anónimo disse...

pôxa que enchente. hello.
jinhos fofinhos. és tu o gay do sofá?afinal os malabarismos são ainda maiores

mj disse...

Parabéns pela vitória na Taça, aos verdes e brancos (de Setúbal, claro)...

Foi uma festa bonita, cheia de cor, animação, desportivismo e fair play de ambas as partes...

Apesar da derrota, valeu a pena ter presenciado e participado nela... e para o ano há mais...

Saudações Benfiquistas!

JG disse...

Ora aqui está um blog que não conhecia e é muito bom, muito bom mesmo. Acho que te vou linlar. Aque achas? Abraço

meialua disse...

Obrigada pela visita nos meus Fragmentos. Nao conhecia este blog, gostei do que li.
Prometo voltar.
Uma boa semana*

MARCA DOR disse...

Olá,

Gostei de ler este post. Também estou intrigada: como raio é que foram lá para as meias?! :)

Ah! é verdade, que seria das acções de marketing sem nós as mulheres :):)

Beijinho