terça-feira, fevereiro 01, 2005

Contra dança

(...) Disseram-me agora!!
Eu nem queria acreditar, que afinal “Ela” não existia, “Aquele rosto que me fazia sonhar” era pura ilusão da minha imaginação.
Choro, choro pela traição, dos meus sonhos, mas afinal o que são sonhos !?
Utopias, ficção, fantasias, um conjunto de ideias e de imagens, mais ou menos como eu, confusas, que vagueiam pelo espirito.
Mas o seu cheiro?!
Eu cheirei-a, eu quase que lhe toquei, mas disseram-me, disseram-me a pouco e eu tenho de acreditar.
Sinto raiva de não a ter conhecido, mas raiva porquê se ela não existe, porque tenho de ter sentimentos, por algo, que se sente e nos mente, que nos ilude, foram pensamentos quiméricos, enganos dos sentidos e aqueles olhos?
E aqueles lábios?!
Sentia-me abandonado, abandonado pela imagem criada e gerada, com todos os sentidos que se possam imaginar, naquele momento estava capaz do absurdo, porque era absurdo alimentar-me de nada, sentia-me vazio, sentia a tristeza que nos invade quando perdemos algo, mas eu não tinha perdido nada, para se perder é preciso ter, estar na posse e eu nunca a tive nunca a possui, foi um engano, fui enganado por mim, enganei-me, nunca desfrutei dela.
Outro engano, desfrutei sim, possuiu sim, foi minha, fui eu que a criei para mim, para mostrar que era minha, mas ao mesmo tempo livre de se ir embora quando quisesse, para quê ficar, porquê ficar, não fazia sentido prender a imaginação, para que serve, a imaginação presa, porque não liberta-la, dizer que existimos, que somos, que queremos, que estamos vivos, essencialmente que estamos, estamos aqui a espera que a nossa capacidade de arrebatar sonhos, de conquistar fantasias, os nossos devaneios, a nossa faculdade de representar e criar a nossa imaginação, estamos aqui a espera que se liberte, foi assim e vai ser sempre assim, eu sei que ela existe dentro de mim.
Importante sonhar, sonhar com que o tempo pare, fique connosco e dance bem apertado contigo, senti-lo a dançar devagar desfrutar dele, porque essa dança não volta para trás.

Apeteceu-me

10 comentários:

Manoel Carlos disse...

A inexorabilidade do tempo nada respeita, devaneios ou lembranças se esvaem... não há como fazer a roda do tempo girar ao contrário, nem mesmo parar...

mj disse...

Sonhar...sonhar é bom, é mt confortável, desde que não sejamos obrigados a fazer aquilo que planeamos...assim, não corremos riscos, não passamos por frustações, momentos difíceis..e qd ficarmos velhos podemos sempre culpar os "outros" por não termos realizado àquilo que desejavamos..

Carlos Barros disse...

Manoel, são palavras de sabedoria dessas que me fazem sentir cada vez mais a vida e saborea-la como se de um Rum de 21 anos se trata-se.
bom mas não me importava de me sentar Na Inhaka a beber uma laurentina contigo e se ele quisesse podia dar-nos a honra da sua companhia, falo claro de Mia Couto.

peciscas disse...

Sonhar é bom e é fácil!

Kal disse...

Sonhar é bom! Ponto Final Paragrafo! =D Gosto imenso de sonhar, possivelmente faço-o desde que m lembro, criando desde entao um mundo que tem vindo a evoluir. Sonhar é tão bom!

Papo-seco disse...

O tempo, sempre o tempo, o que temos e aquele que só sabemos que nos fez falta quando já não o temos.

Anónimo disse...

Bem, agora compreendi porque não gostas de beijos e porque os considera tão traiçoeiros... Com aqueles lábios... Pena que fostes enganado... ;) Mas, de qualquer forma, obrigada por sua visita. A mim também apeteceram Os pêssegos... Sulamita

Micas disse...

Já alguém dizia que o "sonho comanda a vida". Eu sou e serei uma eterna sonhadora [com os pés assentes na terra] ;). Beijos

A disse...

Ai que isto é muito mau , mas ainda não li a "Contra Dança"(,com tempo!)
Mas não posso deixar de fazer o reparo (e tava a ver que não!?) mas adicionaste o meu blog ao teu cardápio justo quando este estaria destinado a mudar de nome.
"Tubo de Ensaio" é o novo nome do meu blog, e obrigado por me adicionares (Porque, vistas bem as coisas quem é que chama FOG a um blog? lol (+) um 8 da minha parte , sem dúvida!)

Carlos Barros disse...

A acredita no que te vou dizer, foi por esquecimento que não estavas adicionado, eu pensava que estavas, mas entrava sempre pelo do Kal dai as minhas desculpas, fog e um nome exelente, alias eu dizia assim, vou ali ao fog, e as pessoas diziam ele coitado continua na mesma a falar sozinho, a dizer aquelas coisas monossilabicas, só falta mesmo espumar da boca, coitadinho, mas agora quando disser vou ali ao tubo de ensaio, voiu ter muito mais credibilade, vou ser o supra sumo da batata.
hehehe
«A» só por me animares levas um 14 + eu sou um mão largas.