terça-feira, fevereiro 01, 2005

Auto - Retrato ( versão curta )

Há dias que parece que o mundo vai cair em cima de mim, chamam-me stressado, dizem para não dar parabéns, chamam-me infantil, que ando por ai aos tombos, eu sei lá, se fosse uma pessoa pessimista diria que me queriam silenciar, que era uma cabala contra mim, um atentado a minha capacidade de existir, mas como não sou, direi que devo mesmo estar mesmo numa crise existencial.
Conhecendo-me como me conheço, sei que não tem a ver com cansaço, ando cansado muito cansado e desta vez não é de ser belo, é cansado de ser, um ser quase maravilhoso, um ser quase perfeito, um ser em perfeita sintonia com o universo.
(È nesta parte que entra o anuncio, diga não ás drogas, prefira os rebuçados do Dr. Bentes ou Dr. Bayar ).
As minhas alucinações, são doses excessivas de calor, quando estive aqueles anos todos a virar frangos na Guiné, também fui motorista de Machimbombos em São Tomé, mas não foi muito significativo.
Foram anos fantásticos, lembro-me perfeitamente lá na roça, havia uma galinha que tinha engolido um elástico, um elastico que a minha avó tinha perdido das cuecas de gola alta, um elástico sim e não é que o pobre do animal, meteu, pôs o mesmo ovo, para ai umas 20 vezes, a vigésima primeira vez a desgraçada da galinha teve um orgasmo, foi marcante, a minha vida nunca mais foi o que foi, ou o que era.
A verdade, é que dou por mim a pensar, sobre coisas esquisitas, estarei alienado ?
Não me parece, penso que tenho a perfeita noção da realidade e de onde quero e posso ir, acho mesmo que consigo ( nesta parte aparece aquele anuncio dos fulanos a correr, com a musica dos Vangélies, e eles a correr em câmara lenta, a cortarem uma meta ou uma fita ou o raio que os parta e aparece uma voz a dizer, com supositórios Alfredo não precisa meter o dedo).
O que é certo é que a minha vontade sobrepõem-se aos meus desejos ou vice versa, eu sei que não faz sentido, mas o que estava a tentar dizer desde o principio é que eu não faço sentido, há fortes probabilidades de eu ser uma produção fictícia, de ser um alucinação, ser um a criação da vossa mente, ser o vosso medo, ser o vosso guia de como não fazer, eu sou mais uma criação de nada e eu cheguei a uma conclusão, o que acabaram de ler é PREJUDICIAL A SAUDE.

Apeteceu-me

14 comentários:

Anónimo disse...

prejudicial a saude. não me parece. até porque me fez sorrir, e isso é melhor do que qualquer prozac, pelo menos é natural. o que esta a fazer mal a saude é o facto de não chover, qualquer dia estamos todos a fazer a dança da chuva.
by sonia

Carlos Barros disse...

Bom sonia, eu vou revelar um segredo, que li, se calhar sonhei, a dança da chuva em portugal só resulta se for o governo a faze-la mas tem de estar todos nus, hihihihih

Micas disse...

Quando se tem a lucidez de pensar assim, tudo faz ou tem um sentido ;)
Uma lufada de ar fresco e boa disposição pela manhã, obrigada.

mj disse...

Charles...estranha forma de vida esta, não!!!??...
beijos

Carlos Barros disse...

MJ a vida é nossa, é de cada um temos que a saber viver, e não atropelar ninguem muito menos pensar que a vida de alguem nos pertence....

mj disse...

Charles concordo ctg...a vida é de cada um, e é preciso saber vive-la...bem ou mal...querendo ou não...e sim ninguém é de ninguém...mas, há sempre um mas...
beijos

Carlos Barros disse...

Mas...a vida continua...claro?! pq será que os homens são tão complicados se fosses uma mulher já teria percebido isso...fica

mj disse...

Charles...homem ou mulher, somos tds seres mt complicados...e eu percebo, mas...cá está o mas mais uma vez...faz sentido? nop, nenhum sentido mm...o que fazer então...desistir, lutar..hummm desistir nunca..lutar, sempre Charles...oopsss sorry

mj disse...

Charles...homem ou mulher, somos tds seres mt complicados...e eu percebo, mas...cá está o mas mais uma vez...faz sentido? nop, nenhum sentido mm...o que fazer então...desistir, lutar..hummm desistir nunca..lutar, sempre Charles...oopsss sorry
beijos

mj disse...

Charles...homem ou mulher, somos tds seres mt complicados...e eu percebo, mas...cá está o mas mais uma vez...faz sentido? nop, nenhum sentido...o que fazer então...desistir, lutar...hummm não sei ainda..depois digo te..

mj disse...

Charles...homem ou mulher, somos tds seres mt complicados...e eu percebo, mas...cá está o mas mais uma vez...faz sentido? nop, nenhum sentido...o que fazer então...desistir, lutar...hummm não sei ainda..depois digo te..

mj disse...

Desculpa a repetição hihihi...eu só sei que nada sei...ainda

A disse...

Pronto e fiquei irreversívelmente afectado!
Hoje passei o dia inteiro a combater-me contra intentos que prejudicassem a saúde como a de comprar o 1º maço de tabaco da minha vida, e quando julgo o alívio na blog-ò-esfera, dou -me por mim a ler um post que prejudica a saúde, não mto desemelhante dos maços de cigarros com o seu recomendativo "FUMAR MATA!"
Depois como se a minha vida já não me soasse como a mais desgraçada de todas as vidas, descubro que "uma ficção, um produto do nada" de 40 anos tem crises existenciais... e dou por mim a pensar que a minha vida, bela!? não irá melhorar...Como pode ser isto?
Estou capaz de por um ovo como uma galinha capaz de ter um orgasmo, e o conceito agrada-me, posso apropriar-me da ideia? :P

Fica bem!

Carlos Barros disse...

" A " desculpa, mas foste brilhate, estava aqui na radio e dei uma gargalhada que se ouviu a milhas, é o que eu digo agora foi 80 ....